Educação Interprofissional: O momento chegou 0 168

A Organização Mundial de Saúde (OMS) assume que da Educação Interprofissional (IPE) resultam equipas de profissionais que colaboram mais eficientemente, sublinhando também que dessa prática colaborativa culmina um sistema de saúde mais consistente e com melhores resultados para os cidadãos doentes. No caso de Portugal, verifica-se a necessidade de novas soluções que garantam a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde. Estarão criadas entre nós as condições para a IPE?

A OMS define educação interprofissional como a reunião, aprendizagem e interação entre duas ou mais profissões, cujo objetivo é permitir uma colaboração efetiva e melhorar os resultados em saúde do utente. Visa-se uma aprendizagem focada no trabalho em equipa e no reconhecimento das funções e capacidades dos pares. Profissionais de saúde que aprendem juntos a trabalhar juntos para benefício do utente.

Já existem no terreno condições estruturais criadas para a IPE. Por exemplo, Campus Universitários que englobam as múltiplas áreas da saúde no mesmo espaço, como é o caso do complexo FFUP/ICBAS no Porto, a FCS na Beira Interior e o Centro Académico Clínico de Lisboa.

Cientes do papel vital que desempenham na sociedade ao representarem os futuros profissionais de saúde, e atentas às mudanças no atual paradigma da saúde, seis associações e federações nacionais de estudantes da área de saúde do ensino superior português promoveram a criação do Fórum Nacional de Estudantes de Saúde (FNES). Esta iniciativa pretende incentivar os estudantes a integrarem um ambiente interdisciplinar de discussão, investigação e posicionamento, num esforço conjunto e comum com vista a uma Saúde una, eficiente e capaz de responder aos desafios e necessidades da sociedade em que se insere. Esta é uma estrutura sem precedentes a nível nacional, que alterará a forma como perspetivamos a intercolaboração entre os estudantes e futuros profissionais de saúde.

Integram o Fórum, os estudantes de Ciências Farmacêuticas, os estudantes de Enfermagem, os estudantes de Medicina, os estudantes de Medicina Veterinária, os estudantes de Nutrição e os estudantes de Psicologia.

No próximo dia 28 de setembro de 2017, entre as 14h00 e as 17h00 no Auditório dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, em Lisboa, decorre a Apresentação do FNES e da sua Carta de Princípios.

Contamos consigo na Cerimónia de Apresentação, no dia 28 de outubro pelas 14 horas!

Diana Lopes Carvalho,
Presidente da APEF – Associação Portuguesa de Estudantes de Farmácia<

Envie este conteúdo a outra pessoa