Covax estima vacinar cerca de 20% da população dos países pobres até ao final do ano 305

A Covax prevê vacinar cerca de 20% da população dos países menos desenvolvidos até ao final do ano. Um objetivo, ainda assim, aquém daquele que era pretendido, conforme reiterado pela Covax e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O sistema Covax deve permitir que 92 territórios desfavorecidos recebam vacinas gratuitamente e financiadas pelos países desenvolvidos. Os fundadores da Covax têm vindo a denunciar, de forma regular, a desigualdade existente no acesso às vacinas entre os países ricos e as nações pouco desenvolvidas.

Tal como explicado na declaração conjunta com a OMS, os responsáveis da Covax sublinharam que a desigualdade no acesso dos países às vacinas é “inaceitável”.

No comunicado, foi referido que só 20% da população total dos países em desenvolvimento receberam a primeira dose da vacina. Em sentido contrário, os países desenvolvidos já atingiram 80% da população vacinada com, pelo menos, uma dose e preparam-se para avançar para uma terceira dose de reforço.

Até ao momento, a Covax conseguiu distribuir cerca de 243 milhões de doses em 139 países pobres e espera conseguir entregar mais de 1,1 mil milhões de vacinas até ao final do ano.

Segundo as últimas previsões, a Covax espera ter um total de 1,4 mil milhões de doses disponíveis em 2021. Um objetivo ainda abaixo dos dois mil milhões de doses originalmente fixados pelo sistema.

Pode consultar o comunicado conjunto aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa