Prémio HINTT regressa para premiar a solução mais inovadora para a área de Saúde 0 285

Seis meses depois, os vencedores do Prémio HINTT de 2018 apresentam os benefícios da sua participação e incentivam outras instituições de saúde a participar

Lisboa, 7 de maio de 2019 – Acontece este ano, no dia 3 de outubro, a 3.ª Edição do HINTT – Health Intelligent Talks & Trends, promovido pela multinacional Glintt, na Fundação Champalimaud, em Lisboa. O Prémio HINTT é uma iniciativa que visa reconhecer e divulgar as melhores práticas de adoção das TIC com vista à aproximação de um ambiente paperless conducente a ganhos relevantes para a segurança do doente, apoio à decisão clínica e eficiência global.

Desta forma, o HINTT pretende assim explorar o papel cada vez mais interventivo do doente, tanto na prevenção, como na monitorização da sua saúde e/ou na gestão da doença e, para tal serão reunidos alguns dos melhores speakers da área da tecnologia, inovação e saúde. Por outro lado, com um foco constante na melhoria das condições de saúde do cidadão, as instituições de saúde que se candidatam ao Prémio HINTT, têm apenas um objetivo: inovar na Saúde, no qual será entregue o prémio HINTT ao vencedor de cada uma das quatro categorias: Startup Innovation; Clinical Outcomes; Patient Safety e Value Proposition, sendo que a data limite para o envio de candidaturas para este prémio é 31 de maio.

Porém, antes de se começar a desvendar todas as novidades referentes ao evento deste ano, é fundamental partilhar a experiência dos projetos vencedores da edição passada, que, pela sua capacidade de inovação tecnológica na área da Saúde, representam um impacto relevante para o desenvolvimento do setor. Os projetos “Your Healthcare Anywhere”, “VISION”, “ARI – Avaliação do Risco de Infeção” e “Saúde Agora” foram os quatro grandes vencedores e todos se destacaram na hora de avaliar o que de melhor se faz em Portugal na área da Saúde.

Das startups a concurso – na categoria Startup Innovation – a Knok Healthcare foi a vencedora com a App “Your Heathcare. Everywhere”. José Bastos, CEO da empresa portuguesa refere que “o Prémio foi muito importante para nós. Quando se lança uma empresa tecnológica, a validação da solução e da nossa tecnologia são muito importantes. Isso é especialmente verdade no setor da Saúde, em que lidamos com pessoas doentes e informação clínica, considerada muito sensível. O Prémio HINTT teve um grande significado para a Knok, na medida em que uma empresa tecnológica especializada em saúde, como a Glintt, validou a qualidade da nossa tecnologia e os mecanismos de proteção da informação dos nossos clientes, bem como a sua facilidade de utilização e o potencial de integração com outros parceiros. Tudo somado, sentimos que este Prémio validou a nossa visão e a nossa execução”, conclui.

Para o IPO do Porto, que foi o vencedor da categoria Clinical Outcomes com o “Vision”, “este prémio é o reconhecimento externo do trabalho levado a cabo, que funcionou como elemento motivador dos profissionais. O Prémio foi também um excelente veículo de divulgação do Outcomes Research Lab, alavancando o potencial de parceria com entidades externas e incentivando a adoção de soluções similares por parte de outras organizações de saúde, tendo em vista o benchmarking entre instituições e a obtenção de ganhos (em saúde) ao nível do Sistema de Saúde, refere Mariana Borges, IPO-Porto, Projeto “Vision”.

Na categoria de Patient Safety venceu o Centro Hospitalar Lisboa Central, com “ARI – Avaliação do Risco de Infeção”, que, segundo Jorge Seco, Lead developer do CHLC, “na ótica dos profissionais de Saúde envolvidos, o Prémio HINTT permitiu dinamizar o procedimento e melhorar o envolvimento e a motivação dos profissionais no que respeita à respetiva disseminação por todos os polos hospitalares. Já na ótica dos profissionais não diretamente envolvidos, destacamos o contributo voluntário dos grupos para a criação de ideias e a sensibilização para a questão da Avaliação Inicial do Risco, que se reflete na adesão mais generalizada ao registo informático, que aumentou após a conquista deste reconhecimento público. Na ótica da equipa de desenvolvimento, este reconhecimento é também importante, porque somos uma equipa pequena e damos resposta a mais de 20 protocolos de desenvolvimento ativos. O nosso trabalho é amplamente reconhecido ao nível institucional, mas quando transcende as barreiras do domínio local é motivo de satisfação pessoal e um fator motivacional”, explica.

Por último, mas igualmente importante, na categoria Value Proposition, o vencedor do HINTT 2018 foi a solução desenvolvida pela Santa Casa da Misericórdia do Porto “Saúde Agora”, que de acordo com António Tavares, Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto, “o Prémio é de elevada importância, pois reconhece e incentiva as novas competências científicas e a aceitação de novas tecnologias, desenvolvidas pelas equipas multidisciplinares da SCMP, alertando para a necessidade de desenvolver este projeto de forma holística e integrada, na perspetiva de aumentar a esperança e a qualidade de vida. A inovação deste projeto e a atribuição do Prémio HINTT não se baseia apenas no desenvolvimento de novos produtos. Consideramos que também ajuda a promover novos modelos de negócio, oferece novos serviços e melhora os processos para tornar mais fácil a vida das pessoas. Mas, acima de tudo, faz com que esses progressos cheguem a quem precisa”, declara.

Para mais informações e consulta do regulamento, aceda a http://hintt.glintt.com/.

Envie este conteúdo a outra pessoa