Liga Portuguesa Contra o Cancro lança Bolsas para investigação em sarcomas pediátricos 86

Pela primeira vez, a Liga Portuguesa Contra o Cancro lança uma Bolsa na área dos Sarcomas Pediátricos, um dos cancros mais agressivos e mais frequentes em idade pediátrica, no valor de 15 mil euros.
A LPCC desafia os investigadores a estudarem Sarcomas Pediátricos, um tipo de tumor que se desenvolve a partir de tecidos como osso, músculo ou nervo e pode surgir em qualquer localização do corpo humano.
A Bolsa tem o nome da Nonô, uma criança que faleceu este ano vítima de um Sarcoma Pediátrico, razão que levou os seus pais a criar a BOLSA EM SARCOMAS PEDIÁTRICOS – NONÔ, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Sul.
Estas Bolsas visam apoiar projetos de investigação em sarcomas pediátricos, a serem desenvolvidos em Instituições Portuguesas.
As candidaturas abrem a 5 de julho e decorrem até 5 de outubro de 2022 através de preenchimento de ficha de inscrição em ligacontracancro.pt/bolsasnono cujo regulamento poderá ser consultado no mesmo local.
Os projetos serão selecionados por um júri constituído por elementos convidados pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, com experiência nas áreas da Oncologia e da Pediatria. Os resultados serão anunciados a partir de 5 de novembro de 2022.
O valor de 15.000€ por bolsa é cedido com a esperança de que cada uma destas crianças não tenha mais que enfrentar esta batalha.
*SARCOMAS
Os sarcomas dos tecidos moles são um grupo de tumores malignos que, como o nome indica, têm origem nos «tecidos moles», que são tecidos de suporte que incluem músculos, tendões, gordura, vasos sanguíneos e linfáticos, nervos e articulações. Como estes tecidos existem em todo o organismo, os sarcomas podem surgir em qualquer parte do corpo e podem não causar sintomas durante muito tempo. Podem manifestar-se com o aparecimento de um nódulo (um «alto»), por exemplo numa perna, num braço ou no tronco.
Os sarcomas são tumores raros. Na Europa, são diagnosticados entre quatro a cinco casos por cem mil pessoas, por ano. A taxa de sobrevivência a 5 anos é de aproximadamente 71% (Cancer Research UK).
*Informação do Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO)

A LPCC e a Investigação
A Liga Portuguesa Contra o Cancro investiu em 2021 mais de 300 mil euros em 23 bolsas de investigação, dadas a sete centros de investigação e em 20 ações de formação, cumprindo desta forma a sua missão no estímulo à Investigação e Formação em Oncologia.

SOBRE A LPCC

A Liga Portuguesa Contra o Cancro é uma Associação Cultural e de Serviço Social, privada, declarada de utilidade pública, sem fins lucrativos, que desde 1941 tem como principal objetivo combater o cancro. Tem por base 4 áreas de missão: Apoio ao Doente Oncológico e família, Prevenção Primária, Prevenção Secundária e Investigação e Formação em Oncologia.

Para mais informações, consulte: www.ligacontracancro.pt

WordPress Ads

Envie este conteúdo a outra pessoa