Líder do PS fala em rutura nos hospitais, Passos nega e diz que há picos de utilização 0 44

Líder do PS fala em rutura nos hospitais, Passos nega e diz que há picos de utilização

17-Jan-2014

O secretário-geral do PS considerou hoje que os cortes na saúde estão a deixar o setor em situação de rutura, mas o primeiro-ministro negou e criticou Seguro por explorar para efeitos políticos dos picos de procura nas urgências.

Durante o debate quinzenal com o primeiro-ministro, António José Seguro motivou protestos na bancada do PSD ao apontar situações que estarão a ocorrer em urgências hospitalares em que o doente chega a esperar cerca de 20 horas para ser atendido, citou a “Lusa”.

Pedro Passos Coelho rejeitou qualquer situação de rutura, defendeu que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem aumentado a sua resposta e acusou o líder socialista de «obter aproveitamento» a partir de «picos de utilização do sistema» – posições que levaram António José Seguro a contrapor a tese de que, enquanto líder do maior partido da oposição, é sua obrigação apresentar estes casos perante o Governo.

Envie este conteúdo a outra pessoa