INFARMED e ASAE detetam 27 suplementos alimentares adulterados 0 76

11 de Fevereiro de 2015

O INFARMED e a ASAE verificaram, a partir de análises laboratoriais, que 27 suplementos alimentares comercializados para o emagrecimento e para a melhoria do desempenho sexual apresentam substâncias ativas não permitidas.

As autoridades encabeçaram uma operação de controlo de suplementos alimentares, tendo sido recolhidos 98 suplementos disponíveis no mercado, suspeitos de falsificação e/ou adulteração com substâncias com ação farmacológica. Do total de produtos colhidos, 58 suplementos são produtos destinados ao emagrecimento e 40 são suplementos destinados à melhoria do desempenho sexual.

De acordo com um comunicado, face aos resultados, ambas as autoridades vão tomar as medidas adequadas de retirada do mercado e instaurar os respetivos processos de contraordenação, bem como, dar continuidade ao controlo dos suplementos alimentares colocados no mercado.

Esta operação surge na sequência da assinatura de um protocolo de colaboração entre o INFARMED e a ASAE que tem como objetivo reforçar o controlo dos suplementos alimentares que, na sua composição, contenham substâncias ativas com ação farmacológica utilizadas em medicamentos, constituindo assim um risco para a saúde pública.

Envie este conteúdo a outra pessoa