Indonésia: Farmacêuticas estimam crescimento nas vendas 247

Indonésia: Farmacêuticas estimam crescimento nas vendas

10-Jan-2014

As empresas estatais indonésias Kimia Farma e a Indofarma preveem um aumento nas vendas com a entrada em vigor, no início deste ano, do novo regime para o serviço nacional de saúde daquele país.

Os fabricantes estimam um crescimento nas vendas globais na ordem dos 15% para este ano. O novo regime inclui a prestação de serviços gratuitos e subsidiados para os cerca de 240 milhões de indonésios até 2019. Os medicamentos genéricos tornam-se assim altamente atrativos para os hospitais e clínicas públicas.

«O novo programa do serviço nacional de saúde vai levar a um aumento do mercado de medicamentos genéricos», comentou à “Reuters” Risdi Rosman, presidente da Kimia Farma. Esta empresa espera registar vendas de cerca de 5,3 biliões de rupias (434,8 milhões de dólares), face aos 4,6 biliões de rupias verificados em 2013, e aumentar o número de clínicas, para aproximadamente mil, nos próximos anos, em relação às 200 atuais, afirmou Rosman. Por seu turno, a Indofarma projeta vendas globais na ordem dos 1,2 biliões de rupias, em comparação aos 1,2 biliões de rupias alcançados no ano passado, indicou o diretor financeiro da companhia, John Sebayang. «Temos uma quota de mercado de 20% na venda dos medicamentos genéricos, e apesar das margens serem baixas, o volume elevado vai dar origem a um maior lucro».

A Kimia Farma e a Indofarma vão provavelmente beneficiar do novo esquema, mas a produção de genéricos na Kalbe Farma, Tempo Scan Pacific e outras empresas poderá manter-se relativamente baixa, estima Harry Su, da Bahana Securities.

Envie este conteúdo a outra pessoa