Espanha sem conhecimento de investigação portuguesa a importação ilegal vacinas 229

Espanha desconhece investigação portuguesa a importação ilegal de vacinas

21-Jan-2014

O Ministério da Saúde de Espanha informou não ter conhecimento de qualquer investigação em curso em Portugal sobre um alegado esquema de importação ilegal de vacinas da gripe desde Espanha.

«A Agência espanhola do Medicamento e Produtos Sanitários (AMPS) não tem conhecimento de qualquer investigação sobre este assunto», disse à agência “Lusa” fonte oficial do Ministério da Saúde de Madrid, após ser contactado sobre o inquérito aberto pelo INFARMED.

Fonte do Ministério de Paulo Macedo informou segunda-feira a ”Lusa” de que a Autoridade Nacional do Medicamento (INFARMED) abriu um inquérito a nível nacional para averiguar um eventual esquema de importação ilegal de vacinas da gripe desde Espanha.

A Autoridade do Medicamento (INFARMED) esclareceu entretanto que foi apenas numa farmácia, e em quantidade muito reduzida, que encontrou vacinas contra a gripe importadas ilegalmente, adiantando ter alargado a inspeção a todo o país.

Paula Almeida, membro do conselho diretivo do INFARMED, em declarações segunda-feira aos jornalistas, pouco mais adiantou sobre o esquema de «aquisição indevida» de vacinas oriundas de Espanha e que não terão autorização de introdução no mercado português, não terão sido inspecionadas lote a lote e poderão não ter respeitado condições específicas de transporte, como a obrigatória refrigeração. «Temos que ver se são medicamentos que não cumprem a legislação em Espanha», acrescentou.

Envie este conteúdo a outra pessoa