Ensino Superior: Últimas vagas para Ciências Farmacêuticas preenchidas 98

Nos resultados respeitantes à 2ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior, a Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) contabilizou o ingresso de quase 54 mil novos estudantes para o próximo ano letivo de 2020/2021, mais 16% do que no ano passado.

No total das duas fases, foram preenchidas quase todas as vagas para o Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas (MICF), à exceção do curso preparatório lecionado na Universidade dos Açores, para o qual sobram ainda 11 vagas para a terceira fase do concurso.

As 736 vagas disponibilizadas nas cinco instituições públicas que lecionam o Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas foram todas ocupadas logo na primeira fase do concurso.

Na primeira fase, Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP) registou a maior nota de entrada do último colocado (161 pts) e Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve (FCT-UAlg) a mais baixa (142 pts). Nesta segunda fase, a FFUP teve a nota mais elevada (177 pts) e a FCT-UAlg a mais baixa (146 pts).

O Curso Preparatório da Universidade dos Açores, correspondendo aos dois primeiros anos do MICF, disponibiliza ainda, para a terceira fase, 11 das 18 vagas iniciais, cuja média de entrada foi de 141,8 e 163 pontos, na primeira e segunda fase, respetivamente.

Envie este conteúdo a outra pessoa