Dois farmacêuticos detidos por especulação de preços em Luanda 209

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec) angolano informou que foram detidos dois farmacêuticos, em Luanda, por duplicação de preços de produtos de proteção à covid-19.

O Inadec refere que as detenções ocorreram no fim de semana. Uma foi no distrito urbano da Camama, onde constataram que o álcool-gel anteriormente comercializado a 2.050 kwanzas (3,60 euros) estava a custar 4.900 kwanzas (8,60 euros). A outra foi noutra farmácia, na mesma localidade, onde uma caixa de luvas estava a custar 10.000 kwanzas (17,60 euros) contra os anteriores 2.245 kwanzas (3,95 euros).

Esta situação levou à detenção dos farmacêuticos por crimes de especulação, com vista à abertura de um processo “para posterior responsabilidade criminal”.

Para além destas duas situações, o Instituto Nacional de Defesa do Consumidor constatou irregularidades nas condições higieno-sanitárias em 13 estabelecimentos.

No total, foram realizadas 416 visitas de constatação em diversos estabelecimentos pelo país, registaram-se 63 denúncias, 225 infrações, 22 apreensões de diversos produtos e duas ações de inutilização.

Envie este conteúdo a outra pessoa