Covid-19: SinoVac diz que vacina estará pronta no início de 2021 239

Uma empresa farmacêutica da China, a SinoVac, veio anunciar que a vacina contra o novo coronavírus que está a desenvolver deve estar pronta no início de 2021 para distribuição em todo o mundo, incluindo na Europa e Estados Unidos.

Segundo a farmacêutica a “estratégia foi desenhada para a China e para Wuhan, mas em junho e julho, ajustámos para abranger todo o mundo”, indicou.

“O nosso objetivo agora é fornecer a vacina para todo o mundo, incluindo os Estados Unidos, União Europeia e outros”, explicou Yin Weidong, o CEO da SinoVa, numa visita a uma fábrica da SinoVac no sul de Pequim.

A SinoVac está a desenvolver uma de quatro vacinas candidatas na China, juntamente com a estatal SinoPharm, que possui duas outras em desenvolvimento, e a empresa privada filiada ao exército chinês CanSino.

Mais de 24.000 pessoas estão a participar dos testes clínicos realizados pela CoronaVac no Brasil, Turquia e Indonésia. A SinoVac também está a começar a testar pequenas doses da CoronaVac em crianças e idosos na China.

Embora a vacina ainda não tenha passado pelos testes clínicos de fase 3, a SinoVac já injetou milhares de pessoas na China.

Yin Weidong disse que foi um dos primeiros a receber a vacina experimental, há vários meses, junto com investigadores, depois de as fases um e dois dos testes em humanos não causarem efeitos adversos graves.

A farmacêutica espera produzir centenas de milhões de doses até fevereiro ou março do próximo ano.

Apesar dos regulamentos rigorosos existentes nos EUA, União Europeia, Japão e Austrália, que têm bloqueado a venda de vacinas chinesas, Yin Weidong espera que isso agora possa mudar.

Envie este conteúdo a outra pessoa