Centros de saúde de Sintra e Amadora sob inspeção 352

Centros de saúde de Sintra e Amadora sob inspeção

03-Fev-2014

IGAS ordenou a ação para apurar se atrasos na Urgência do Hospital Amadora-Sintra são provocados pela falta de resposta dos médicos de família da zona.

Os nove centros de saúde que prestam cuidados à população na área de influência do Hospital Fernando da Fonseca, vulgo Amadora-Sintra, vão ser alvo de uma avaliação pela Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS).

A intervenção foi ordenada, depois de a Ordem dos Médicos ter enviado queixas sobre a sobrelotação daquela Urgência, cuja direção estava demissionária desde o início do ano e foi substituída no dia 1 de fevereiro.

A IGAS pretende apurar se os atrasos na resposta – denunciados publicamente por médicos e responsáveis do serviço nos primeiros dias de janeiro – são provocados por falhas dos médicos de família da área ou dos serviços.

As conclusões deverão permitir perceber também «se a capacidade instalada é adequada às necessidades».

Os administradores do hospital não responderam ao “Expresso”. No entanto, foi possível apurar que a Urgência conta, desde o dia 1, com novos responsáveis médicos, nomeados entre a equipa hospitalar.

Envie este conteúdo a outra pessoa