Academia, Escolas Tecnológicas e Summer Trainees da Glintt são portas de entrada de talento para 2019 0 91

Com o objetivo de reforçar a sua equipa, e após ter contratado 346 colaboradores em 2018, a Glintt pretende integrar mais recursos ao longo deste ano através das novas edições dos seus programas de captação e retenção de talento

A Glintt – Global Intelligent Technologies, uma multinacional líder em serviços tecnológicos na área da Saúde, pretende reforçar, ao longo deste ano, as suas equipas com mais de 300 novos colaboradores. Neste contexto, e a par da constante aposta em manter uma relação de proximidade com as Universidades, a Glintt lançou ontem, dia 15 de abril, a 4ª edição da sua Academia. Este programa já contratou 250 recém-licenciados e mestres, na totalidade das suas edições. Nos planos da empresa estão ainda projetos como novas edições das Escolas Tecnológicas na competência de OutSystems, Java e .NET, que já formou 90 pessoas, e a 3ª edição das Summer Trainees, que desde 2016 já abriu portas a 40 alunos.

De forma a responder aos desafios de uma economia cada vez mais exigente e competitiva, a Glintt, com mais de 20 anos no mercado e 1.100 colaboradores, investe na valorização contínua da sua equipa e na contratação dos melhores profissionais para os seus projetos. Para a multinacional, a integração de jovens talentos tem constituído um dos seus pilares estratégicos, o que se traduz numa elevada retenção de know-how, na fidelização dos clientes e na cooperação contínua com os parceiros de negócio.

«Em resultado do bom trabalho que temos vindo a desenvolver junto dos nossos clientes, estamos a ganhar novos projetos e esperamos ganhar ainda mais, mas, para tal, necessitamos de reforçar a nossa equipa, trazendo mais talento para a Glintt», refere Inês Pinto, Responsável de RH da Glintt.

Desta forma, impulsionada pelo crescimento do negócio e, consequentemente, pela necessidade de fazer crescer a nossa área de Consultoria Tecnológica, bem como acompanhar a expansão internacional junto de Clientes de Telecomunicações, Banca e Saúde, a Glintt prevê aumentar a sua equipa, existindo uma larga variedade de perfis, tanto para os escritórios de Lisboa, como para os do Porto. Senior e Junior Developer, Delivery Manager, Senior e Junior Java Developer, Java Consultant, Automation Tester, Analista Funcional, bem como Gestor de Projeto são alguns dos perfis que a empresa pretende recrutar ao longo deste ano.

No seguimento da estratégia de crescimento e captação de talento para este ano, a empresa lançou a 4ª edição da Escola OutSystems, que teve início a 11 de fevereiro e terá a duração de três meses. A escola oferece formação e certificação em Outsystems, através da definição de um plano de carreira adaptado, numa equipa dinâmica e com forte potencial de crescimento.

Por outro lado, pretende também preencher mais vagas de outras áreas, nomeadamente: Engenharia Informática e Sistemas de Informação; Bioengenharia e Engenharia Biomédica e Ciências Farmacêuticas , através da realização da 4ª Edição da Academia Glintt 2019, cujas inscrições se iniciam este mês. Desta forma, a Academia Glintt tem sido um verdadeiro sucesso, sendo que ao longo das edições de 2016, 2017 e 2018 recebeu 3300 candidaturas, com uma captação de 250 jovens talentos.

Por último, mas igualmente importante, a empresa irá também desenvolver a 3ª edição da Summer Trainees, que começará entre junho e julho, com o objetivo de promover um programa de estágios para estudantes, de modo a preparar os futuros licenciados para o mercado de trabalho.

Segundo Inês Pinto, cada vez mais, a procura por perfis tecnológicos «tem sido uma prioridade para as organizações, no qual a disputa pela contratação do melhor talento tem sido uma realidade constante, tendo em conta que a oferta e a procura estão, totalmente, desequilibradas. É por termos consciência desta realidade que procuramos fomentar uma cultura muito própria dentro da Glintt, de forma a que os nossos colaboradores sintam que são uma parte do nosso sucesso e, por isso, procuramos proporcionar-lhes os desafios mais aliciantes e as melhores condições para que consigamos criar relações mais duradoras», conclui.

Envie este conteúdo a outra pessoa