Presidente da República: «Medicamentos para todos quer dizer responsabilidade social» 0 154

Presidente da República: «Medicamentos para todos quer dizer responsabilidade social»

 


14 de outubro de 2017

Durante a cerimónia de encerramento do Congresso Nacional dos Farmacêuticos, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que o mote do evento, “Medicamentos para todos”, «quer dizer responsabilidade social», que, no entender do Presidente da República sempre foi uma atitude que caracterizou os farmacêuticos.

O Presidente da República enalteceu a postura dos farmacêuticos perante os que têm mais dificuldades em aceder aos medicamentos, lembrando o apoio prestado durante a tragédia em Pedrogão Grande.

«Para mim ser farmacêutico é muito mais do que uma profissão, é uma vocação. É uma vocação apaixonante, porque passa pelo convívio diário com os outros: com essa palavra, esse conselho, essa vacina, esse medicamento», afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, reforçando tratar-se de uma profissão «com uma parte científica e técnica mas também repleta de amor, compreensão, disponibilidade».

No final da sua intervenção, o Presidente da República agradeceu a intervenção dos farmacêuticos e reforçou a necessidade de todos os profissionais de saúde convergirem no diagnóstico e nas terapêuticas.

Este é o último dia do Congresso Nacional dos Farmacêuticos, que decorre desde ontem no Centro de Congressos de Lisboa, e da Expofarma, o maior evento profissional dedicado ao mercado farmacêutico, em Portugal.

O portal Netfarma e a revista Farmácia Distribuição são media partners destes eventos. Não deixe de nos visitar e acompanhar todas as novidades através dos envios especiais da farmanews, do Facebook da Farmácia Distribuição e netfarma.pt.

Envie este conteúdo a outra pessoa