Portugal tem todas as condições para crescer no turismo de saúde 158

Portugal tem todas as condições para crescer no turismo de saúde

09-Junho-2014

«Portugal tem todas as condições para continuar a progredir e a crescer numa área do turismo que casa com a área da saúde», afirmou Pires de Lima, sublinhando «a oportunidade de riqueza e de crescimento» gerada pela «contaminação mútua» dos dois setores.

A saúde «é um setor que tem uma ligação direta com outro setor muito importante, que é o do turismo, nomeadamente o do turismo sénior e residencial», observou, sublinhando que o Governo tem «vindo a trabalhar nas várias valências» da área.

A aposta na Saúde «é uma aposta estratégica por parte do governo, mas também de outros governos que nos antecederam», frisou o governante, recordando que esta faixa da economia «já vale mais nas exportações do que alguns dos setores mais tradicionais».

Pires de Lima discursava na sexta-feira num dos edifícios do parque tecnológico Biocant Park, em Cantanhede, durante a primeira edição da iniciativa “Marchas do Empreendedorismo e da Inovação”, promovida pelo seu ministério, em que visitou, para além deste local, a farmacêutica Bluepharma e as suas spin-off Luzitin e Treat U, em Coimbra.

Segundo a “Lusa”, António Pires de Lima falou ainda da importância de Portugal ter uma «economia mais virada para o conhecimento», considerando que o país está a «transformar-se numa economia mais empreendedora, seja por necessidade ou por vontade genuína».

Nesse sentido, o ministro apontou para diversas medidas do Governo criadas para «dotar as empresas de instrumentos que permitam a sua viabilidade na fase inicial», fazendo referência à isenção de IRC para todas as start-ups nos seus primeiros três anos, aprovada pelo Conselho de Ministros há duas semanas.

Na visita que decorreu durante a manhã, participaram o ministro da Saúde, Paulo Macedo, e o secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, Pedro Gonçalves.

Envie este conteúdo a outra pessoa