Ordem dos Médicos distingue técnica «mais eficaz» para a diabetes 0 415

A Secção Regional Norte da Ordem dos Médicos (SRNOM) vai distinguir hoje uma equipa de médicos e investigadores com o “Prémio Banco Carregosa/SRNOM” que provou que o “bypass metabólico” é “mais eficaz” no tratamento da diabetes e da obesidade.

«Esta investigação parte do desenvolvimento de uma técnica cirúrgica para a obesidade, que demonstrou ser mais eficaz do que as outras técnicas no tratamento da diabetes», explicou Mariana Monteiro, vencedora da 3.ª edição do ‘Prémio Banco Carregosa/SRNOM’.

A investigação, desenvolvida «há quase uma década», envolveu membros do CHEDV e da Unidade Multidisciplinar de Investigação Biomédica (UMIB) do Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar (ICBAS).

Em declarações à agência “Lusa”, a médica endocrinologista explicou que a nova técnica, o “bypass gástrico metabólico”, desenvolvida pelo cirurgião Mário Nora é «significativamente diferente» ao bypass tradicional porque «coloca as células que produzem hormonas antidiabéticas numa posição estratégica».

«A cirurgia modifica a anatomia das células produtoras de hormonas antidiabéticas no intestino, potencia a sua libertação para a corrente sanguínea e aumenta a probabilidade de remissão clínica da diabetes», explicou.

Como explicou à fonte Mariana Monteiro, a equipa examinou 114 doentes do Hospital de São Sebastião do Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga (CHEDV) que tinham sido submetidos à nova técnica há cinco anos, e concluiu que «a taxa de remissão da diabetes é de 70%» quando equiparado à taxa associada ao bypass tradicional, assim como a probabilidade da recaída da doença é quase «30% menor». «Eu vejo os doentes antes da cirurgia e depois da cirurgia. Os resultados são completamente diferentes se um doente fizer uma cirurgia ou fizer outra», afirmou a endocrinologista.

«Neste momento temos dados suficientes em mãos que nos permitem afirmar que se fizermos este procedimento nos doentes obesos e diabéticos vamos ter um melhor resultado em termos de tratamento da doença», concluiu.

A cerimónia de entrega dos prémios decorre hoje no salão nobre da SRNOM, no Porto, e conta com a presença do Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães.

Envie este conteúdo a outra pessoa