Operação Luz Verde novamente distinguida 302

Depois de ter sido distinguida com o Prémio Almofariz para o Projeto do Ano, da revista FARMÁCIA DISTRIBUIÇÃO, a Operação Luz Verde foi premiada com o Prémio Saúde Sustentável, na categoria Experiência do Cidadão, numa iniciativa do Jornal de Negócios e da Sanofi.

Este projeto surgiu da colaboração interprofissional, que possibilitou entrega de medicamentos hospitalares através das farmácias comunitárias ou no domicílio dos utentes durante a primeira vaga da pandemia de covid-19.

O projeto foi desenvolvido pela OF, em colaboração com a Ordem dos Médicos (OM), Associação Nacional das Farmácias (ANF), Associação de Farmácias de Portugal, Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica, Associação de Distribuidores Farmacêuticos, Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares e a Associação Dignitude.

Este serviço gratuito foi articulado pela Linha de Apoio ao Farmacêutico (LAF) e as entregas efetuadas pelas farmácias escolhidas pelos utentes, que asseguravam sempre a entrega ao domicílio, a título individual ou em articulação com os municípios, juntas de freguesia e outras entidades do setor social.

“Em tempo de pandemia, foi preciso e é preciso inovar e transformar. A Operação Luz Verde surge a pensar nos cidadãos, naqueles que têm de ir buscar os medicamentos aos seus hospitais e que, em virtude da sua fragilidade, idade ou distância, não o podiam fazer”, indicou a bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF), Ana Paula Martins, no portal da OF, que acrescentou “a Operação Luz Verde surge a pensar nos cidadãos”.

Envie este conteúdo a outra pessoa