OMS: Mil milhões de pessoas têm anualmente doenças transmitidas por insetos e répteis 156

OMS: Mil milhões de pessoas têm anualmente doenças transmitidas por insetos e répteis

03-Abr-2014

Mais de mil milhões de pessoas anualmente contraem e desenvolvem doenças transmitidas por vetores como mosquitos, moscas, pulgas e caracóis de água, sendo que mais de um milhão dos infetados morrem, alertou ontem a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por isso, a agência da ONU decidiu dedicar o Dia Mundial da Saúde, que se comemora no próximo dia 7 de abril, a consciencializar as pessoas sobre a importância de prevenir as enfermidades transmitidas por vetores (organismos vivos que propagam as doenças).

A dengue, a malária, a leishmaniose, a doença de Lyme, a schistosomose ou a febre amarela são algumas das enfermidades causadas por picadas de insetos ou pequenos répteis, todos os anos, estando a metade da população mundial exposta.

“Pequena picada, grande ameaça” é a frase escolhida pela OMS para consciencializar as pessoas da importância e o perigo destas doenças, que podem ser evitadas.

«Uma agenda global que dê maior prioridade ao controlo dos vetores poderia salvar milhões de vidas e evitar muito sofrimento. Intervenções simples e baratas como os mosquiteiros ou a pulverização de inseticida no interior das casas salvaram milhões de vidas», afirmou Margaret Chan, diretora-geral da OMS, citada num comunicado.

As doenças transmitidas por um vetor afetam especialmente os países mais pobres com precárias instalações de saneamento e de habitação.

A transmissão de doenças por um vetor aumentou consideravelmente nas últimas décadas devido à globalização e ao aumento das viagens e comércio internacional, que permitiram a expansão dos vetores das zonas tropicais a outras áreas menos quentes do planeta.

Um exemplo claro disto é o mosquito que transmite a dengue, pois há trinta anos só existia em nove países e agora está em mais de cem, incluindo nações europeias, indicou a OMS, citada pela “Lusa”.

Envie este conteúdo a outra pessoa