Novartis doa 300 milhões de tratamentos pediátricos contra a malária 0 95

Novartis doa 300 milhões de tratamentos pediátricos contra a malária

19 de Janeiro de 2016

A Novartis ofereceu 300 milhões de tratamentos pediátricos contra a malária, ajudando a reduzir o impacto desta doença nas crianças, em mais de 30 países endémicos.

A malária é uma doença que pode ser prevenida e tratada, e que é causada por parasitas (Falciparum e Vivax do Plasmodium). Estes são transmitidos para as pessoas através de uma picada de um mosquito infetado.

Os bebés e as crianças mais pequenas fazem parte do grupo em maior risco de contrair a malária, sendo que, atualmente, 70% das mortes ocorrem em crianças com idade inferior a 5 anos. Apesar da taxa de mortalidade infantil por malária ter diminuído em 71%, desde 2000, a malária continua a matar uma criança a cada dois minutos, lê-se num comunicado do laboratório.

«Este marco histórico demonstra o nosso compromisso, a longo prazo, em combater a malária e ajudar as crianças que estão em maior risco», diz Joseph Jimenez, CEO da Novartis. «Estamos orgulhosos do papel que temos desempenhado para ajudar a reduzir a mortalidade infantil por malária. E vamos continuar a fornecer tratamentos a pessoas que precisem, sem fins lucrativos, contribuindo para o objetivo de vivermos num mundo sem malária».

Envie este conteúdo a outra pessoa