Ministra rejeita barreiras a medicamentos inovadores por motivos financeiros 0 276

A ministra da Saúde, Marta Temido rejeitou que existam dificuldades em Portugal no acesso a medicamentos inovadores por motivos financeiros. Para a ministra os peritos e técnicos devem chegar a um entendimento sobre os medicamentos indicados no tratamento da doença oncológica.

A ministra foi questionada sobre a posição assumida pela Ordem dos Médicos que afirma que há clínicos que estão a ser “impedidos de proteger a vida de doentes com cancro”, denunciando barreiras no acesso a “medicamentos potencialmente inovadores” que colocam “doentes em risco de vida”.

“Não há qualquer restrição ao acesso à inovação por razões de natureza financeira, como casos recentes o mostram de uma forma clara e inequívoca”, afirmou.

“É eventualmente uma questão de divergência entre análises técnicas e clínicas que terão de ser dirigidas entre os próprios (peritos) com mais discussão e maior formulação”, indicou, aconselhando que estas questões sejam debatidas em “sede própria” e ainda “talvez com algum resguardo”.

Envie este conteúdo a outra pessoa