Investigadora portuguesa integra estudo europeu sobre a diabetes 0 69

09 de dezembro de 2016

A investigadora portuguesa Mariana Monteiro integra um consórcio europeu de desenvolvimento de novas terapêuticas para a diabetes, tendo vindo a contribuir com os dados da investigação clínica realizada na Universidade do Porto para este estudo de larga escala que está a decorrer no Center for Obesity Research da University College of London (UCL), no Reino Unido, segundo a agência “Lusa”.

 

O estudo pretende «identificar os marcadores genéticos que permitem prever o resultado de um determinado tratamento da diabetes associada à obesidade de modo a permitir que no futuro possa vir a ser aconselhada a terapêutica que melhor se adequa às características de cada doente, tornando-a assim mais eficaz e personalizada», explica o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), do Porto, local onde a investigadora trabalha, em comunicado.

 

Um objetivo adicional desta investigação é «identificar a resposta hormonal que ocorre após a cirurgia da obesidade ou cirurgia bariátrica responsável pela melhoria e remissão prolongada da diabetes, para identificar potenciais alvos para desenvolvimento de novos medicamentos que dentro de alguns anos possam ser administrados aos doentes com diabetes (tipo2) com a mesma eficácia e dispensando a necessidade da cirurgia».

 

Neste consórcio, sediado e coordenado no Reino Unido, estão integrados 14 investigadores de diferentes nacionalidades (Portugal, Inglaterra, França e Itália) e conta um financiamento a rondar os seis milhões de libras (6,7 milhões de euros) do National Institute for Health Research (NIHR).

 

O programa de investigação em curso na UCL combina técnicas de ciência básica com a investigação clínica em voluntários saudáveis e pacientes obesos com diabetes tipo 2.

 

Atualmente, para além desta investigação, Mariana Monteiro mantém as funções de Diretora da Unidade Multidisciplinar de Investigação Biomédica do ICBAS (UMIB) e coordena uma equipa de investigação em Endocrinologia Clínica e Experimental na mesma unidade.

 

Envie este conteúdo a outra pessoa