Intervenção farmacêutica reduz riscos da prescrição 1021

Segundo um relatório publicado pela PLOS Medicine, a intervenção dos farmacêuticos pode reduzir em mais de 40% alguns problemas associados à prescrição de medicamentos.

A noticia foi avançada no portal da Ordem dos Farmacêuticos (OF).

Os investigadores deste relatório avaliaram o impacto de um painel de medicação de segurança (SMASH) nos cuidados de saúde primários.

O SMASH baseia-se nos princípios da “Intervenção do Farmacêutico nas Tecnologias de Informação para Erros de Medicação” – ou PINCER – intervenção que foi encomendada pelo sistema de saúde inglês e introduzida nacionalmente em 2018.

O SMASH usa 12 indicadores de segurança de prescrição PINCER e incorpora-os num sistema de vigilância em tempo real, que os farmacêuticos podem usar para monitorizar qualquer prescrição.

Após 24 semanas de SMASH, a prevalência de prescrição potencialmente perigosa havia reduzido em 27,9%, e em 12 meses havia reduzido em 40,7%.

As maiores reduções na prescrição de risco foram observadas em doentes que receberam varfarina ou anticoagulantes orais mais novos em combinação com um medicamento antiplaquetário sem coprescrição de medicamento gastroprotetor; doentes que receberam aspirina com outro medicamento antiplaquetário; e doentes com história de úlcera péptica com medicação antiplaquetária concomitante.

Consulte aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa