Infarmed concluiu processos referentes a 49 medicamentos inovadores até julho 387

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos em Saúde, I.P. (Infarmed), concluiu nos primeiros sete meses de 2020, processos relativos a novas substâncias ativas ou novas indicações terapêuticas referentes a 49 medicamentos inovadores.

Quem o diz é a agência Lusa, que refere dados oficiais. Segundo o Infarmed, desses 49 medicamentos inovadores, 36 tiveram aprovação para utilização e financiamento pelo Serviço Nacional de Saúde.

A Oncologia e a Neurologia foram as áreas terapêuticas com maior número de novos medicamentos aprovados.

No campo do financiamento da inovação, foram aprovados mais 70 medicamentos genéricos e biossimilares, com um tempo médio de conclusão de 17 dias.

Os dados referem ainda que que no primeiro trimestre de 2020 foram concedidas 420 autorizações de utilização excecionais.

O número de aprovações de medicamentos inovadores tem batido recordes dos últimos anos. Segundo dados oficias do Infarmed, fornecidos à agência Lusa, em 2016 foram aprovados 51, em 2017 foram 60, em 2018 baixou para 40, e em 2019 atingiu os 74 novos fármacos.

Envie este conteúdo a outra pessoa