Indústria farmacêutica é a mais malvista pelos norte-americanos 0 286

Segundo um estudo da Gallup, empresa americana de análise e consultoria de mercado, que anualmente faz o ranking de 25 indústrias de acordo com a avaliação dos consumidores, a indústria farmacêutica é a mais malvista pelos norte-americanos.

Depois da indústria farmacêutica surge o governo norte-americano e o dos cuidados de saúde. A restauração ficou com a melhor pontuação, seguindo-se a área da tecnologia e o retalho alimentar.

Desde que a Gallup faz esta análise, nunca a indústria farmacêutica ficou tão mal posicionado no ranking. De acordo com a consultora, desde 2001, altura em que este estudo começou a ser realizado, “poucas indústrias pontuaram tão mal como [agora] o farmacêutico”, incluindo o governo,  o petróleo e gás, e a área automóvel, que são muito castigados pelos consumidores.

A má imagem da indústria farmacêutica reflete o descontentamento cada vez maior da opinião pública em relação aos elevados custos de alguns tratamentos, assim como a mais recente crise dos opioides responsáveis pela morte por overdose de milhares de americanos.

Recorde-se que no mês passado, um juiz condenou a Johnson & Johnson a pagar 572 milhões de dólares pelo seu papel na epidemia de opioides no Oklahoma, que matou seis mil pessoas nos últimos 20 anos.

Outro dos casos que ajudou a que esta avaliação fosse negativa foi o caso a Bayer, por causa da suposta relação de um herbicida à base de glifosato com o aparecimento de cancro em utilizadores deste produto. Há milhares de casos em tribunal nos EUA, e inclusive já houve decisões desfavoráveis à farmacêutica por causa desta situação.

Este estudo foi realizado em agosto e os consumidores atribuíram notas em função da sua perceção: muito positiva, algo positiva, neutra, algo negativa, muito negativa. Foram entrevistados cerca de mil indivíduos, com mais de 18 anos, que vivem nos EUA.

Envie este conteúdo a outra pessoa