Hospital Garcia de Orta regista lotação esgotada para doentes com covid-19 183

O Hospital Garcia de Orta (HGO) regista um total de 155 doentes positivos por infeção por SARS-COV-2, dos quais 136 estão internados em enfermaria, 18 doentes em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 1 doente internado em Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD).

O HGO dispõe também de um total de 155 camas afetas à lotação por covid-19, o que representa 30% do total de camas de agudos do HGO.

Apesar de ter aumentado a sua capacidade de resposta nos cuidados intensivos para um total de 28 camas, com a disponibilização adicional de 4 camas, a semana passada, o fato é que o HGO não disponibilidade de vagas para transferir doentes para a covid-19.

Segundo a nota divulgada, o “HGO continua a adotar medidas adicionais para responder à “pressão assistencial” que se mantém elevada nesta unidade hospitalar: transferiu doentes para o Norte do País, nomeadamente 5 doentes para a Unidade Local de Saúde de Matosinhos e 5 para o Centro Hospitalar Universitário do Porto. Foram também direcionados doentes para outros hospitais da Região de Lisboa que necessitavam de cuidados intensivos, no âmbito do funcionamento, em rede dos hospitais que tem sido assegurado pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo”.

O HGO tem sido um dos hospitais com maior volume de doentes infetados por SARS-COV-2, na Região de Lisboa de Vale do Tejo.

Envie este conteúdo a outra pessoa