Governo e Sindicato com acordo sobre internato farmacêutico 0 370

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, anunciou hoje, no âmbito da sessão de abertura das XI Jornadas de Farmácia Hospitalar, o desenlace das negociações entre o Ministério da Saúde e o Sindicato Nacional dos Farmacêuticos para regulamentação da Carreira Farmacêutica no SNS.

“Residência Farmacêutica” será a nomenclatura para o internato farmacêutico, que admitirá o ingresso e progressão profissional dos jovens farmacêuticos a ser contratados para os hospitais públicos, como se lê no site da OF. Francisco Ramos referiu-se também aos trabalhos em curso para generalização da possibilidade de consulta e registo dos farmacêuticos hospitalares dos processos clínicos dos doentes. Esta é uma prática já instituída em alguns hospitais do país, mas terá agora um caráter vinculativo.

A generalização do acesso aos processos clínicos requer a homogeneização e parametrização da plataforma informática utilizadas nos hospitais, num processo que terá que envolver os Serviços Partilhados do Ministério.

O Governo e o Sindicato Nacional dos Farmacêuticos concluíram ontem as negociações para a fundação do internato farmacêutico, no âmbito da Carreira Farmacêutica no Serviço Nacional de Saúde (SNS). «Reconhecida a carreira, temos já fechado o instrumento para que normalidade possa regressar aos serviços farmacêuticos hospitalares e os jovens farmacêuticos possam ingressar nos nossos hospitais», disse o membro do Governo.

O Ministério da Saúde propôs a designação de “Residência Farmacêutica” para este internato, termo também utilizado na carreira dos farmacêuticos hospitalares espanhóis, mantendo, no entanto, o conteúdo prático proposto pelo Sindicato, baseado numa formação especializada de quatro anos que tem como foco a preparação e especialização dos novos farmacêuticos que ingressam nos hospitais do SNS.

Envie este conteúdo a outra pessoa