Farmácias vão passar a ter testes rápidos do VIH e das hepatites B e C 0 20

Farmácias vão passar a ter testes rápidos do VIH e das hepatites B e C

 


12 de março de 2018

Em breve, os utentes vão poder realizar testes rápidos de deteção do VIH e das hepatite B e C nas farmácias e laboratórios de análises clínicas, sem ser necessária prescrição médica.

Invocando «a defesa do interesse público» e lembrando que a taxa de diagnóstico tardio de VIH/sida em Portugal é «das mais elevadas» da União Europeia, o Ministério da Saúde autorizou, por despacho publicado nesta segunda-feira em Diário da República, a utilização de dispositivos destinados a estes testes rápidos nas farmácias e também em laboratórios de patologia e de análises clínicas. A adesão dos estabelecimentos é voluntária.

Em Espanha, o custo deste tipo de dispositivos varia entre os 25 e os 30 euros, mas em Portugal os preços ainda terão que ser definidos pelo INFARMED, avançou o jornal “Público”.

Envie este conteúdo a outra pessoa