AR: Imposto sobre o sal não vai avançar 0 91

AR: Imposto sobre o sal não vai avançar

 


24 de novembro de 2017

A taxação de alimentos como bolachas, batatas fritas e flocos de cereais proposta pelo Governo foi rejeitada pela Assembleia da República.

O CDS-PP e o PSD rejeitaram esta medida e o PCP absteve-se.

No entender dos centristas não é pela via fiscal que se promove a adoção de hábitos alimentares mais saudáveis, avançou a “TSF”.

Também o Partido Comunista, à semelhança do CDS-PP, rejeita que a resolução do problema do elevado consumo de sal passe pela criação de um imposto. Os comunistas apresentaram no Parlamento uma proposta, aprovada por unanimidade, para que o Governo adote já no próximo ano um plano de metas de redução de açúcar, sal e ácidos gordos presentes nos alimentos embalados e refeições pré-confeccionadas ou fornecidas em refeitórios.

Envie este conteúdo a outra pessoa