Sociedade de Pediatria garante que vacinas contra meningite B e rotavírus são seguras 0 368

Numa audição na comissão parlamentar de Saúde, a Sociedade Portuguesa de Pediatria considerou que as vacinas contra a meningite B e contra o rotavírus são seguras.

Nesta audiência, que teve lugar a pedido do PCP, Luís Varandas da Sociedade Portuguesa de Pediatria, explicou que as recomendações da Sociedade são científicas, mas vão no sentido de esclarecer os médicos pediatras sobre a efetividade e segurança das vacinas em termos de proteção individual e não em termos de saúde pública.

“Sobre todas estas vacinas, há dados suficientes de efetividade e de segurança, a nível de proteção individual”, afirmou aos deputados.

No que se refere à meningite B, o perito afirmou que, apesar de ser uma “doença rara”, há cerca de 40 casos por ano em Portugal, não deixa de ser uma doença “potencialmente fatal em menos de 24 horas” e que não tem outra forma de proteção além da vacina.

“A vacina é segura e efetiva e o preço é, de facto, elevado”, avançou Luís Varandas, indicando que o grupo alvo desta vacina serão todas as crianças até aos dois anos.

Quanto à vacina contra o rotavírus, o especialista recordou que é uma doença que todas as pessoas têm pelo menos uma vez na vida, acrescentando que a imunização também é segura e eficaz para os casos de doença grave

Esta audição a pedido do PCP tinha como intuito a inclusão das vacinas da meningite B e do rotavírus no Programa Nacional de Vacinação, lembrando que só quem tem dinheiro consegue vacinar os seus filhos. A proposta foi aprovada somente com o voto contra do PS.

Envie este conteúdo a outra pessoa