Sistema iHandUapp acompanha doentes com Parkinson fora do ambiente clínico 307

Investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), no Porto, desenvolveram o dispositivo iHandUapp, uma nova tecnologia que, através de uma aplicação móvel e de uma plataforma ‘web’, permite monitorizar pacientes com Parkinson fora do ambiente clínico.

O sistema permite, a partir de casa e com um telemóvel, que os pacientes monitorizem os sintomas associados à doença e os enviem, em tempo real, para os profissionais de saúde que os acompanham, revela o instituto do Porto em comunicado, citado pela Lusa. A tecnologia é composta por uma plataforma ‘web’ que agrega todos os dados e fornece aos profissionais de saúde o histórico sobre a evolução clínica dos doentes com Parkinson.

O investigador Duarte Dias esclarece que a aplicação móvel “híbrida” está preparada para funcionar nos sistemas operativos Android e iOS, acrescentando ser capaz de se conectar com componentes externos, designados ‘appcessories’, como o dispositivo iHandU, tecnologia que tem vindo a ser desenvolvida desde 2015 pelo INESC TEC e que permite quantificar a rigidez do pulso, um dos principais sintomas da doença.

O sistema, que começou a ser desenvolvido em 2020, será utilizado num estudo clínico já aprovado no hospital de São João, sendo que o objetivo dos investigadores é licenciar a tecnologia à ‘spin-off’ InSignals Neurotech.

Envie este conteúdo a outra pessoa