Nova vacina contra malária consegue proteção total em voluntários humanos 0 142

Nova vacina contra malária consegue proteção total em voluntários humanos

16 de fevereiro de 2016

Uma nova vacina contra a malária garantiu proteção total durante 10 semanas em testes realizados em seres humanos, cujos resultados foram publicados ontem na revista especializada “Nature”.

Os testes com a vacina experimental da empresa norte-americana Sanaria foram feitos com 35 pessoas e agora falta ver se o tratamento, depois de melhorado, pode servir para basear um programa de vacinação.

A vacina usa células do parasita que provoca a doença, injetadas diretamente nos sujeitos de teste, considerada uma maneira mais prática de testar a vacina, em vez de se usarem mosquitos que transportam o parasita.

Os voluntários saudáveis foram inoculados com doses diferentes da vacina e com um medicamento anti-malária e depois foi-lhes injetado a variante do parasita usada na vacina.

Nas doses mais elevadas, o resultado foi proteção total em 90 por cento dos voluntários durante pelo menos 10 semanas a seguir à última dose.

«Quando conseguirmos otimizar o regime de imunização (dose, intervalo entre doses e medicamento), esta vacina poderá ser usada em massa para eliminar a malária de áreas geográficas definidas», afirmam os autores dos testes, citados pela “Lusa”.

Envie este conteúdo a outra pessoa