Johnson & Johnson expande acesso de formulações pediátricas de antirretrovírico 353

Johnson & Johnson expande acesso de formulações pediátricas de antirretrovírico

14 de Maio de 2015

A Johnson & Johnson anunciou que a Janssen, companhia farmacêutica do grupo, reforçou o seu compromisso de melhorar a saúde das crianças que vivem com VIH, através da expansão da sua política de propriedade intelectual.

Esta expansão facilitará o desenvolvimento e o acesso a novas formulações pediátricas de um antirretrovírico da Janssen, em 128 países de rendimento baixo e médio onde se encontram 99,8% das crianças e adolescentes que vivem com VIH em todo o mundo, revelou a Johnson & Johnson, em comunicado.

Como parte dos esforços para ajudar a responder às necessidades das crianças e adolescentes que vivem com VIH, a Janssen está a trabalhar para criar um dos mais amplos territórios geográficos, até à data, com acesso a medicamentos pediátricos para o VIH.

Para o efeito, a Janssen irá alargar o âmbito geográfico da sua política, estabelecida em 2012, de não impor as patentes que detém sobre as formulações pediátricas de um dos seus antirretrovíricos, em países de baixo e médio rendimento.

Esta decisão duplica o território original da África Subsaariana e países menos desenvolvidos anunciado em 2012. A política definida em 2012 prevê que a Janssen não imponha os seus direitos sobre a patente, desde que as versões genéricas sejam de qualidade, clinicamente aceitáveis e usadas somente nos países indicados.

A ampliação desta política, agora verificada, é aplicável apenas às formulações pediátricas utilizadas no território definido.

Estes esforços renovados são resultado do envolvimento da Janssen e da Pool de Patentes de Medicamentos (MPP, na sigla em inglês), apoiando diretamente a recém-lançada Iniciativa Pediátrica do Tratamento do VIH (PHTI, na sigla em inglês).

A PHTI é uma parceria entre o MPP, a UNITAID, a iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi, na sigla em inglês) e a Clinton Health Access Initiative  (CHAI) dedicada a acelerar o desenvolvimento de co-formulações de terapêuticas pediátricas para o VIH de elevada prioridade e a combater outros potenciais obstáculos de acesso ao tratamento para crianças que vivem com VIH.

A Janssen irá colaborar com os parceiros da PHTI para desenvolver novas formulações pediátricas para o VIH essenciais, ajudando a proteger as vidas das crianças e adolescentes com VIH. A Janssen e as organizações do PHTI irão explorar a possibilidade de desenvolver uma combinação de dose fixa (CDF) para crianças portadoras de VIH.

Esta CDF, em combinação com outros medicamentos antirretrovíricos, está atualmente indicada para doentes adultos e pediátricos que já experimentaram vários tratamentos para o VIH em contextos de recursos limitados e foi recomendada pela Organização Mundial de Saúde. Uma nova CDF para crianças, que seja segura e eficaz será um passo importante na concretização do imperativo de saúde global de acabar com esta lacuna no tratamento do VIH na Pediatria.

«A nossa ambição é a de que as crianças que vivem com VIH possam receber os tratamentos que necessitam para se manterem fortes e crescerem, tornando-se jovens adultos produtivos», disse Paul Stoffels, MD, chief scientific officer da Johnson & Johnson e worldwide chairman da Janssen. «Estamos empenhados em garantir que nenhuma criança está sem acesso a opções terapêuticas adequadas para o VIH e, o mais importante, sem a esperança de um futuro saudável», acrescentou.

Envie este conteúdo a outra pessoa