INFARMED faz novo alerta de ilegalidade de produtos para disfunção erétil 0 220

Os produtos Hapenis em cápsulas, Yohimbe extract, solução oral, Venom Dragon Pharma, em pó, e DHEA Hormone Balance Swanso são medicamentos ilegais, segundo alerta feito pelo INFARMED. Os produtos contêm substâncias que se destinam ao tratamento da disfunção erétil e que apenas podem ser utilizados em medicamentos, e não dispõem de autorização de introdução no mercado em Portugal, o que explica a sua ilegalidade.

Após análise no laboratório do INFARMED, verificou-se na composição do produto Hapenis a substância ativa nortadalafil, um análogo da substância ativa tadalafil.

Já os produtos Yohimbe extract, solução oral, e Venom Dragon Pharma, em pó, também encontrados na Alfândega, contêm substâncias destinadas ao tratamento da disfunção erétil.

O INFARMED informa ainda que também foi detetado o produto DHEA Hormone Balance Swanson, em cápsulas, que contém uma substância com atividade hormonal. Depois de análise, foi identificada no produto a substância ativa prasterona (dihidroepiandrosterona – DHEA), que se transforma no organismo em hormonas sexuais (estrogénios e androgénios).

A apreensão dos produtos decorreu no âmbito da colaboração entre o INFARMED e a Autoridade Tributária e Aduaneira, para o combate à falsificação de medicamentos. Têm «provavelmente» origem em vendas pela Internet, como comunicado pela Autoridade do Medicamento, não tendo sido detetado em farmácias.

O INFARMED expressa que «atendendo a que não está garantida a qualidade, segurança e eficácia destes produtos, a sua utilização é proibida em Portugal» e faz as habituais advertências às entidades, de proibição da sua venda, dispensa ou administração, e aos utentes da sua não utilização.

Envie este conteúdo a outra pessoa