Exercício físico combinado diminui risco de doenças cardiovasculares 0 128

Exercício físico combinado diminui risco de doenças cardiovasculares

26 de Outubro de 2016

O exercício físico combinado (força e cardiorespiratório) diminui o risco de doenças cardiovasculares, segundo os resultados preliminares de um trabalho que vai ser apresentado amanhã, em Coimbra, nas II Jornadas Científicas da Juventude.

Segundo Marco António, colaborador do programa “O coração é a razão”, que teve início em fevereiro, na Mealhada, os indivíduos que se sujeitam a treino combinado «esforçam menos o coração, o que diminui o risco de doença cardiovascular».

Além disso, acrescenta, a atividade física combinada apresenta resultados «muito favoráveis» em quem sofre da diabetes, glicemia alta, síndrome metabólico e diminui a percentagem de gordura corporal e perímetro abdominal.

Os “Benefícios do Treino Combinado em Doenças Cardiovasculares”, que faz parte da tese de doutoramento de Marco António, vai ser uma das quatro comunicações livres a apresentar nas II Jornadas Científicas da Juventude, promovida pela Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia.

O trabalho de Marco António pretende aferir o benefício da atividade física para idosos e pessoas em grupos de risco, de modo a sensibilizar os médicos e professores de educação física a encaminhá-los para treinos combinados.

«Pretendemos sujeitar estas pessoas ao exercício combinado e saber a resposta que causa neles e, de um modo geral, as respostas têm sido positivas», frisou o jovem professor de educação física e doutorando em Ciências do Desporto, salientando também que estas pessoas têm «menos possibilidade de sofrer de angina de peito».

O programa o “Coração é a razão” é desenvolvido em parceria com a Misericórdia e município da Mealhada, Universidade de Coimbra e Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia.

As II Jornadas Científicas da Juventude decorrem no auditório do Estádio Universitário de Coimbra sob o lema “STOP – Se Tás na Onda Previne!”.

A iniciativa pretende dar oportunidade aos jovens universitários de apresentar os seus trabalhos e projetos na área da prevenção cardiovascular, proporcionando-lhes troca de conhecimentos com profissionais de outras áreas científicas.

A conferência de abertura, intitulada “O coração e a atividade física”, vai ser proferida por Manuel Teixeira Veríssimo, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e médico internista do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

No último painel, dedicado ao Serviço Nacional de Saúde e atividade física, são oradores o advogado António Arnaut, fundador do Serviço Nacional de Saúde, e os presidentes da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos e da Administração Regional de Saúde do Centro, Carlos Cortes e José Tereso, respetivamente.

Envie este conteúdo a outra pessoa