Ema Paulino: «Ainda persiste um vazio legal» decorrente da aprovação da carreira farmacêutica no SNS 0 670

A farmacêutica Ema Paulino destaca a Convenção Nacional da Saúde como facto do ano no setor e espera que 2019 traga uma regularização da carreira farmacêutica no SNS.

Em declarações ao portal NETFARMA, a presidente da Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas recorda que a Convenção Nacional da Saúde foi lançada em 2018 com a intenção de ser uma plataforma permanente de debate sobre o presente e o futuro da Saúde em Portugal. Envolve a participação de mais de 40 instituições e representa profissionais da saúde, parceiros públicos, privados e setor social, associações de pessoas com doença, responsáveis políticos, imprensa, centros de investigação e universidades.

Com a sua realização, materializa-se o princípio de um Sistema de Saúde construído com e para o cidadão, sublinha Ema Paulino.

Para este ano, a farmacêutica espera que seja finalmente regulamentada a carreira farmacêutica no SNS, já que neste momento ainda «persiste um vazio legal decorrente da sua aprovação, que já ocorreu há mais de um ano».

Na opinião de Ema Paulino, a carreira farmacêutica na Administração Pública «servirá melhor o seu propósito de garantia da segurança do cidadão a partir do momento em que esteja efetivamente implementada»

Envie este conteúdo a outra pessoa