Decide-se hoje o futuro da farmácia do Hospital Beatriz Ângelo 0 557

Está agendada para  hoje a votação, em plenário, da Iniciativa Legislativa de Cidadãos para a manutenção de farmácias de atendimento ao público dentro dos hospitais do SNS. Caso a Iniciativa não seja votada positivamente pelos Deputados na AR, a Farmácia do Hospital Beatriz Ângelo (HBA), a única ainda a funcionar num hospital, terá que encerrar já no próximo dia 1 de Abril.

Num comunicado enviado ao NETFARMA, Eunice Barata,  proprietária da farmácia do Hospital Beatriz Ângelo,  afirma que «temos reunido com os grupos parlamentares, mas sabemos que o lóbi está também a trabalhar, alocando às Farmácias dos hospitais o ónus das dificuldades financeiras das farmácias, pelo que tememos que os partidos não votem pelo interesse do cidadão». Questionada acerca de qual o lóbi a que se refere, a farmacêutica indicou a Associação Nacional de Farmácias, reforçando, no entanto, compreender em certa medida a posição daquela entidade.

Resumindo a situação das farmácias de venda ao público dos hospitais, a proprietária confirma que a do Beatriz Ângelo se distingue das restantes 6 que «falharam», pelo seu contrato de concessão. «A Farmácia HBA paga 4% sobre as vendas renda fixa 90k€/ano. A farmácia do Santa Maria pagava 22% sobre as vendas + 600k€/ano, e a de Leiria 35% sobre as vendas. Nunca pagaram nada. Essas condições são insuportáveis para o negócio de farmácia». Considera ainda relevante referir que a farmácia HBA tem mostrados sustentabilidade , como se comprovou pela sua distinção como PME Líder em 2018.

A farmacêutica coloca toda a expetativa na votação de hoje,  dando nota da sua presença na Comissão de Saúde no dia 20 de fevereiro, recordando que, para além da Comissão de utentes do Hospital e da Farmácia, que encabeçam a ILC, também apoiam esta iniciativa o Hospital Beatriz Ângelo, a HL, entidade gestora do edifício do Hospital e as 4 Câmaras Municipais abrangidas pelo Hospital. Como referido numa notícia da agência “Lusa”, cerca de duas dezenas de utentes da farmácia do hospital de Loures, estiveram esta semana concentrados em frente ao estabelecimento contra o seu encerramento.

Envie este conteúdo a outra pessoa