Covid-19: OMS e Pfizer-BioNTech assinam acordo para 40 milhões de vacinas 107

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou que a plataforma COVAX, de distribuição de vacinas contra a covid-19, assinou um acordo com a Pfizer-BioNTech para adquirir 40 milhões de vacinas.

O anúncio foi feito numa conferência de imprensa virtual a partir de Genebra.

Tedros Adhanom Ghebreyesus adiantou ainda que espera que quase 150 milhões de vacinas AstraZeneca-Oxford estejam disponíveis para distribuição pela COVAX, no primeiro trimestre deste ano.

Isto significa “que a COVAX poderia começar a entregar doses em fevereiro, desde que possamos finalizar um acordo de fornecimento para a vacina Pfizer-BioNTech, e uma listagem de utilização de emergência para a vacina AstraZeneca/Oxford. A COVAX está a caminho de entregar dois mil milhões de doses até ao final deste ano”, indicou o responsável.

Albert Bourla, o diretor executivo da Pfizer, também presente na conferência de imprensa, afirmou-se comprometido com a partilha das vacinas e com o apoio aos países menos desenvolvidos e disse que as vacinas serão fornecidas a preço de custo e que serão entregues no primeiro trimestre deste ano.

Também presente na conferência, esteve Seth Berkley, diretor executivo da GAVI (Aliança para as Vacinas), que afirmou ter a expectativa de poder distribuir este ano 2,5 mil milhões de vacinas e proteger 27% da população mundial.

Envie este conteúdo a outra pessoa