Associação de VIH/sida quer descida de preços de fármacos 0 108

Associação de VIH/sida quer descida de preços de fármacos

18 de Fevereiro de 2015

O GAT (Grupo Português de Activistas de Tratamentos VIH/sida) quer propor ao Ministério da Saúde a renegociação dos preços dos antiretrovirais, com o intuito de baixar os gastos e de alargar o tratamento a mais pacientes.

As terapêuticas para o VIH/sida são as que mais pesam na despesa com tratamentos, a par da dos medicamentos oncológicos, recordou ao “Público”, Luís Mendão do GAT.

Entre janeiro e novembro de 2014, de acordo com os últimos dados que o INFARMED disponibilizou, os medicamentos para VIH/sida representaram uma despesa de 189,8 milhões de euros, enquanto os antineoplásicos (que incluem citostáticos, hormonas e imunomoduladores) ascenderam a 193,5 milhões de euros.

O Conselho Consultivo do GAT pretende fazer descer o custo unitário da terapia dos doentes atualmente em tratamento, especialmente porque há um grande número de pessoas infetadas não diagnosticadas que vai ser necessário medicar no futuro. «Precisamos de tratar mais pessoas mas não temos dinheiro para as tratar a estes preços», alegou Luís Mendão.

Envie este conteúdo a outra pessoa