Vagas para autoagendamento de vacina esgotadas em alguns concelhos 129

Henrique Gouveia e Melo, o coordenador do plano de vacinação contra a covid-19, admitiu que as vagas para o autoagendamento estão esgotadas em alguns concelhos, devido à elevada procura face ao número de vacinas disponíveis.

“O país tem concelhos diferentes com capacidades diferentes. Há sítios em que já se esgotaram as vagas que havia para o autoagendamento e há outros sítios em que não se esgotaram”, afirmou Henrique Gouveia e Melo, em declarações à agência Lusa.

O coordenador da task force não especificou os locais onde as vagas para o autoagendamento estão esgotadas, contudo sublinhou que “não há vacinas para vacinar milhões de pessoas”.

Gouveia e Melo adiantou ainda que as vacinas estão a ser distribuídas em território nacional de “forma proporcional à população” e que esta modalidade de autoagendamento “tem o número de vagas proporcional à população de cada região”.

“As pessoas que chegaram primeiro ao autoagendamento estão à espera de serem vacinadas. Depois destas pessoas serem vacinadas, abrirá novamente outras vagas para outras pessoas serem vacinadas”, assegurou o vice-almirante.

“Nós estamos ainda a preparar um novo modelo em que as pessoas, em vez de irem à “casa aberta” de forma desordenada e, por coincidência, aparecer um conjunto muito elevado de pessoas, possam fazer este processo de forma mais ordenada, através da captura de umas senhas que vão ser disponibilizadas” concluiu.

Lembrar que o portal para autoagendamento entrou em funcionamento em 23 de abril para pessoas com 65 ou mais anos e, desde então, tem ficado disponível para marcações das faixas etárias dos 50, 40 e 30 e, mais recentemente, dos 20 anos.

Envie este conteúdo a outra pessoa