Urgências noturnas em Lisboa passam a ter dois polos 242

Urgências noturnas em Lisboa passam a ter dois polos

2 de julho de 2014

Lisboa passou ontem a ter duas urgências noturnas para um conjunto de seis especialidades, revelou o “Diário de Notícias”. E poderá, no futuro, contar com um pólo adicional em Almada. Até aqui já havia duas unidades a dar resposta, só que de dois em dois meses: num mês funcionava Santa Maria e no outro São José.

Vários profissionais dizem que é um recuo após 10 meses de atrasos na resposta, custos acrescidos e macas nos serviços de observação e corredores. A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) nega estes problemas. Diz que as mudanças possibilitaram dois centros de trauma e que se poupam recursos humanos de outras unidades.

Atualmente, funcionava um regime mês sim, mês não para cada unidade. As urgências de otorrinolaringologia, oftalmologia, cirurgia vascular, plástica, urologia e gastroenterologia eram feitas em Santa Maria e em São José de forma alternada em cada mês e a partir das 20 horas. Psiquiatria era a única área que ficava nos dois polos. Os restantes hospitais contribuíam com recursos humanos para as escalas da urgência.
 

Envie este conteúdo a outra pessoa