Teste de sangue deteta Alzheimer décadas antes dos primeiros sintomas 0 340

Segundo uma investigação de cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, em Saint Louis, no Missouri, foram conseguidos progressos no desenvolvimento de um exame de sangue que pode detetar a doença de Alzheimer até 20 anos antes dos sintomas apareceram.

A Doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa crónica e a forma mais comum de demência. A doença manifesta-se lentamente e vai-se agravando ao longo do tempo. O sintoma inicial mais comum é a perda de memória a curto prazo, com dificuldades em recordar eventos recentes.

O estudo, publicado na revista “Neurology”, garante que o teste de sangue pode diagnosticar até 94% dos casos de Alzheimer.

O teste mede a quantidade da proteína beta-amilóide no sangue, que se aglomera em diferentes níveis no cérebro, em especial nos doentes com Alzheimer. Os resultados para as proteínas beta-amilóide 42 e beta-amilóide 40 são depois analisadas tendo em conta a idade do paciente e a presença do gene da apolipoproteína.

Este teste atualmente pode ser realizado apenas através de um exame de PET. Contudo, ainda não está pronto para se tornar um teste de diagnóstico completo, pois a taxa de sucesso do novo teste foi de apenas 88% num teste que envolveu 158 adultos com mais de 50 anos.

Por isso, os cientistas decidiram acrescentar fatores de risco para melhorar o teste, incluindo idade (depois dos 65 anos), a variante genética APOE4 (que aumenta o risco da doença de três a cinco vezes) e género (dois a cada três pacientes de Alzheimer são mulheres).

A idade e a presença de APOE4 aumentaram a eficácia do teste para 94%. Contudo o género não fez diferença, pois, apesar de afetar a quantidade de amilóide no cérebro, não mudou o status positivo ou negativo dos pacientes.

Os cientistas vão continuar a investigar este modo de deteção precoce, pois mesmo que seja possível prever a presença da doença, ainda não há uma cura para o Alzheimer, nem um tratamento que impossibilite a sua progressão.

Envie este conteúdo a outra pessoa