SPC e AstraZeneca desenvolvem estudo sobre Insuficiência Cardíaca 311

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) e a AstraZeneca assinaram uma parceria para a implementação do estudo PORTHOS (PORTuguese Heart failure Observational Study), com o intuito de conhecer a prevalência atual da insuficiência cardíaca no nosso país.

Há mais de 20 anos que os dados sobre a prevalência da doença em Portugal não são atualizados. Os últimos dados sobre esta matéria foram recolhidos em 1998 e publicados em 2002, no estudo EPICA.

A coordenação operacional será assegurada por uma Comissão Executiva, presidida pela Professora Doutora Cristina Gavina. Já a coordenação científica estará a cargo do Coordenador do Grupo de Estudos de Insuficiência Cardíaca da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, Professor Doutor Silva Cardoso.

O estudo está previsto começar no próximo mês de outubro, a partir do qual uma carrinha irá percorrer o país, realizando o levantamento de dados através de um conjunto de rastreios a mais de seis mil pessoas.

Estima-se que em Portugal possam existir 400.000 indivíduos adultos com Insuficiência Cardíaca, e que possa vir a ocorrer um aumento de 30% no número de doentes até 2034.

Envie este conteúdo a outra pessoa