Só metade dos profissionais de saúde toma vacina 0 304

Segundo a Sociedade Portuguesa de Pneumologia, só metade dos profissionais de saúde toma a vacina da gripe, quando são um grupo prioritário para vacinação.

Através de comunicado, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia recomenda que os profissionais de saúde “devem assumir uma tripla responsabilidade: de se protegerem, de protegerem os que cuidam e de recomendarem a vacinação”.

“Os profissionais de saúde têm um papel fundamental na vacinação, uma vez que estão bastante expostos aos agentes infecciosos podendo promover a transmissão de infeções e, por outro lado, são decisivos para que a população em geral e as pessoas com doença crónica se vacinem”, indica o comunicado.

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia lembra que no Serviço Nacional de Saúde (SNS) a vacina é gratuita para os cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos, para pessoas residentes ou internadas em instituições, grávidas, para pessoas com algumas doenças definidas, para profissionais de saúde e para os bombeiros.

A vacina não necessita de receita médica e dispensa também pagamento de taxa moderadora.

Envie este conteúdo a outra pessoa