Um novo serviço na Farmácia 0 155

As doenças respiratórias crónicas atingem cerca de 40% da população portuguesa, calculando-se uma prevalência de 10% para a asma, de 25% para a rinite e de 14,2% para a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) em pessoas com mais de 40 anos.

Durante os meses de novembro e dezembro, decorreram em várias farmácias Holon rastreios de espirometria, em parceria com a Fundação Portuguesa do Pulmão. Este novo serviço pretende sensibilizar a população em geral para as doenças respiratórias e para a importância do rastreio e diagnóstico precoce da patologia respiratória crónica, aumentar a identificação atempada de novos casos e ainda promover um melhor acompanhamento farmacêutico de pessoas com esta patologia.

O serviço de espirometria é já uma realidade em várias farmácias do país. Desta forma, as equipas das farmácias conseguem uma melhor identificação das pessoas em risco e, em caso de necessidade, o consequente encaminhamento para o médico assistente e o posterior acompanhamento de um eventual início de terapêutica. Por outro lado, permite um seguimento mais efetivo dos utentes já diagnosticados através da monitorização do controlo da patologia. Assim, o farmacêutico consegue atuar, mais uma vez, na primeira linha de intervenção em saúde, próximo do utente.

Com a disponibilização de mais um serviço diferenciador, o farmacêutico continua a colocar o utente em primeiro lugar, diversificando o papel das farmácias junto da comunidade para a obtenção de mais informação em saúde e melhor qualidade de vida.

Rita Rosa,
Farmacêutica Adjunta na Farmácia Holon Campo Grande

Envie este conteúdo a outra pessoa