Pico da gripe deve ser atingido dentro de uma ou duas semanas 0 62

28 de Janeiro de 2015

Portugal ainda não atingiu o pico da epidemia de gripe sazonal. O pico da gripe deve acontecer dentro de «uma a duas semanas», de acordo com o pneumologista e consultor da Direção-Geral da Saúde, Filipe Froes, que explicou que Portugal está atrasado em comparação com o que se passa atualmente nos países do Norte da Europa.

Por enquanto, o subtipo de vírus influenza predominante em Portugal é o B, que está coberto na atual vacina e que é uma espécie de «cavalaria avançada» porque chega primeiro, explicou o especialista ao jornal “Público”. O subtipo A (H3N2), que no último boletim do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge  estava presente em cerca de um terço dos casos de gripe detetados até à terceira semana de janeiro, já é «a tropa pesada», realçou.
 
Note-se que este ano a estirpe não está completamente coberta na vacina, devido à ocorrência de uma mutação já depois da imunização estar pronta. Mesmo assim, os especialistas não se cansam de avisar que a vacinação continua a fazer sentido, porque confere sempre algum tipo de proteção.

No final da epidemia de gripe, acredita Filipe Froes, a H3N2 deverá ser a estirpe predominante, como está acontecer no Norte da Europa. «Isto vem de Norte para Sul», explicou.

Envie este conteúdo a outra pessoa