OMS pede investimento internacional para preparar combate a próxima pandemia 242

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que a Coligação para a Inovação na Preparação para Epidemias (CEPI) vai continuar a trabalhar para preparar o mundo para a próxima pandemia, e pediu um investimento internacional para esse combate.

Segundo Tedros Ghebreyesus, secretário-geral da OMS, a organização pretende continuar a reduzir desigualdades no combate a nível mundial.

O responsável pretende mobilizar a comunidade internacional para financiar a CEPI com 3.500 milhões de dólares (3.000 milhões de euros) na missão de reduzir para 100 dias o tempo de desenvolvimento de novas vacinas nos próximos cinco anos, incluindo de combate a novas variantes de covid-19.

“A pandemia (covid-19) ensinou-nos o incrível poder da vigilância, genómica, diagnóstico, vacinas e terapêuticas. Mas também expôs lacunas e fraquezas no ecossistema global. (…) Precisamos fortalecer os esforços para desenvolver, avaliar e distribuir vacinas, testes e tratamentos da forma mais rápida e equitativa possível quando um novo patógeno surgir”, afirmou, acrescentando que “perante uma ameaça global, nenhuma organização ou agência de um único país pode agir sozinha”.

Em comunicado, a CEPI defende que se uma vacina contra a covid-19 tivesse sido desenvolvida em 10 dias estaria pronta para uso em meados de abril de 2020, em vez de dezembro daquele ano, salvando “milhões de vidas e biliões de dólares”.

“Alcançar a meta de 100 dias daria ao mundo uma possibilidade de conter a epidemia antes de ela se espalhar mundialmente e se torna numa pandemia”, indica.

WordPress Ads

Envie este conteúdo a outra pessoa