O outono das farmácias 302

O papel das farmácias comunitárias na chegada do outono é ainda mais importante este ano. Os especialistas são unânimes, dentro e fora do setor, e defendem o reforço da capacidade de vacinação contra a gripe por parte das farmácias. E não só…

Além da vacinação, as farmácias “vão ter um papel mais intenso e excecional, com bons rácios para o futuro”, que tem a ver com o doente crónico. “Como sabemos, há doentes com morbilidade múltipla que não têm ido aos serviços de saúde com a frequência que seria necessária”. Estes pacientes “podem ser identificados na farmácia e estimulados a não deixar de fazer tudo o que é necessário em relação à sua doença crónica”, indica Constantino Sakellarides, diretor da Escola Nacional de Saúde Pública, presidente da Associação Europeia de Saúde Pública e ex-diretor geral da saúde.

Não perca a edição de setembro da Farmácia Distribuição.

Envie este conteúdo a outra pessoa