NEDAI discute no Porto evolução das doenças autoimunes em Portugal e no mundo 317

O Núcleo de Estudos de Doenças Autoimunes (NEDAI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) realiza o VII Congresso Nacional de Doenças Autoimunes I XXVII Reunião Anual do NEDAI, nos dias 21 a 25 de junho, no Hotel Hilton Porto Gaia, em formato híbrido.

O encontro científico vai trazer à Invicta um painel de especialistas para debater e partilhar novos conhecimentos sobre a evolução das doenças autoimunes em Portugal e resto do mundo. Doenças autoimunes sistémicas, Inovação Terapêutica, Esclerose Sistémica e Génese das Doenças Autoimunes encabeçam alguns dos principais temas que vão estar em análise, durante os cinco dias de congresso.

Devido aos dois anos de pandemia registou-se um grande atraso na disseminação dos updates ao nível de conhecimento mais atualizado. Existe um gap que é necessário recuperar rapidamente”, explica António Marinho, coordenador nacional do Núcleo de Estudos de Doenças Autoimunes (NEDAI). O responsável garante um programa “bastante abrangente”, com a reavaliação daquilo “que são hot topics da fisiopatologia, da terapêutica e do diagnóstico nas variadas patologias”.

Em Portugal, as doenças autoimunes são “mais comuns em mulheres do que em homens, em especial em mulheres em idade fértil pois o seu ambiente estrogénio assim o favorece”, sinaliza ainda. Artrite reumatoide, lúpus, esclerose sistémica, miosites e vasculites são alguns exemplos de Doenças Autoimunes.

Envie este conteúdo a outra pessoa