Moderna solicita permissão para administrar terceira dose da vacina na Europa 262

O laboratório da vacina Moderna disponibilizou os primeiros resultados dos ensaios clínicos às autoridades europeias, com o objetivo de obter permissão para administrar uma terceira dose da vacina contra a covid-19.

Em comunicado, a empresa pioneira em RNA mensageiro (mRNA) anunciou que solicitou uma “autorização de comercialização condicionada Agência Europeu de Medicamentos (EMA) para o reforço da vacina”.

De acordo com o diretor-geral do laboratório, Stéphane Bancel, os testes clínicos revelaram que uma dose adicional da vacina Moderna origina “respostas potentes contra a variante Delta”, uma estirpe mais contagiosa do novo coronavírus.

A empresa explicou ainda que a segunda fase do ensaio clínico foi alterada para incluir uma terceira dose, administrada “aproximadamente” seis meses após a segunda toma.

Na última semana, o laboratório apresentou à Agência Norte-Americana do Medicamento (FDA) os primeiros dados para a obtenção de uma permissão para uma terceira dose da vacina contra a covid-19 nos Estados Unidos da América.

Durante o mês passado, a FDA recomendou a administração de uma terceira dose para pessoas imunossuprimidas, como pacientes transplantados, pessoas com HIV ou cancro.

Pode consultar o comunicado aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa