Moderna pede autorização para administrar terceira dose da vacina 193

A Moderna apresentou à agência norte-americana do medicamento (FDA) um pedido de autorização para uma terceira dose da vacina contra a covid-19.

O pedido surge após os resultados positivos de testes realizados em cerca de 350 participantes, que receberam uma dose de reforço seis meses após a segunda injeção.

De acordo com o comunicado divulgado pela Moderna, os níveis de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2 “baixaram significativamente” ao fim de “cerca de seis meses” após a primeira série de duas injeções, e “após uma terceira dose, foi atingido um nível de anticorpos semelhante” ao alcançado anteriormente em todas as faixas etárias.

A tolerância à dose de reforço foi semelhante às duas primeiras injeções.

A Moderna indicou também que pretende enviar esses dados à Agência Europeia do Medicamento (EMA) e a outras entidades reguladoras no resto do mundo “durante os próximos dias”, para solicitar essa autorização de uma terceira dose.

A dosagem para este reforço é de 50 microgramas, metade da dosagem das primeiras duas injeções.

Envie este conteúdo a outra pessoa